Guardo-te no meu sonho



T
enho saudades do tempo em que te esperava

daquele tempo gasto pelas horas perdidas

que passava a pensar em ti

agora já não te espero, agora o tempo só passa

na indiferença dos dias que se tornaram vazios

lembro-te por vezes nas falsas memorias que ainda guardo

dos momentos em que o desejo de te ter era tanto

que a minha imaginação me levava para os teus braços

lembro-me de todas as palavras, ouvidas no silêncio da tua voz

do prazer dos beijos que me cobriam o olhar

do medo de acordar de uma realidade inventada por mim

agora já não te espero…

mas guardo-te no meu sonho, onde mato as saudades

porque só ai tu és meu

porque só ai…

…eu te posso encontrar.


MJ.

Adicionado por Maria José
ao grupo "A Casa Das Palavras"

Postagens mais visitadas