O Tempo


No compasso de um pesar longo e profundo 
O tempo ocupa sem pudores nossos espaços
Tantos céus, sóis, tantos mundos
Tantas mãos, olhos, tantos laços

E o tempo pulsa
Incessantemente
Versando as horas

Se perdendo
Nas buscas, esperas
Nas demoras


Elzinha Coelho


Postagens mais visitadas deste blog

Escolhas

Hodierno

Poesia? (Repostando)