MEUS INCENTIVADORES- GOSTARAM E FICARAM!!

quarta-feira, julho 08, 2015

Poetizando


As lágrimas que choro
Não imploram a tua pena
Nem buscam certamente
O que difere do dilema

As lágrimas que choro
São versos de um poema
Qual brisa leve que inspira
São serenas, são amenas

As lágrimas que choro
Tão internas, tão inteiras
São doces alusões
À minha estrada verdadeira

Choro por não ser
Por ter tido e não mais ter
Choro porque choro
Por um motivo ou por querer

Ato insano esta ilusão
De transpor os verbos para as mãos
Criar delicadezas
Por pura compulsão



Elzinha Coelho