MEUS INCENTIVADORES- GOSTARAM E FICARAM!!

sexta-feira, maio 31, 2013

Erros...


As vezes colocamos muita semente em terra seca
Muita água insalubre em rio fértil
Nossos excessos desfocados
Desmedidos, sem sentido
Nossos erros ... nossos erros...
Tempo farto
Tempo perdido...


Elzinha Coelho

domingo, maio 26, 2013

Como viver, é uma questão de escolha


Pessoas constroem paredes em volta de si de tal forma, que fica quase impossível transpassa-las. Paredes de medos, fantasmas, neuras e sei lá mais quantas doidices. Esquecem que a vida é simples, que amar é bom e se sentir amado é ainda melhor. Se entregam com tanta facilidade aos "nãos" e se fecham a todos os "sims" que a simplicidade da vida lhes oferece. Decidem assim, como se tivessem o tempo  sob controle. Mas o tempo é impessoal, frio e se move sem qualquer sentimento, ele apenas passa, sem tréguas, sem perder o passo, no compasso que só ele tem, sem cansaço ou fadiga. E a parede continua lá, firme e forte, dando um sentido falso de segurança e proteção. E quando chega o tempo de não ter mais tempo, percebem tristemente o 'nada' que foi ficar atrás da parede. Não houve decepções, mas também, nem grandes amores. Não houve o fel, mas também não provaram o gosto do mel. E com certeza, irão sentir amargamente que não valeu a pena. A vida é para ser vivida em todas as suas intensidades. Só assim, boa ou ruim, terá sentido  a vida em mim...

Elzinha Coelho

quinta-feira, maio 16, 2013

Abalo seco

Bem pouco sei do que me falta 
nem mesmo sinto o que me excede 
Sei que me calo por entre os dentes, 
e o que não falo me causa febre.
Sei que não sou fácil nem santa, 
nem tenho o encanto que tanto prego
Entre minhas mãos guardei veneno, 
e prá muitas dores me fiz de cego
Vejo ilusões cobrindo corpos 
de vaidades distorcidas, 
que enganam, mentem e matam 
sem pudores a própria vida.
Bem pouco sei do que me falta...


Elzinha Coelho

sexta-feira, maio 10, 2013

Tem dias...





Tem dias que a gente é só poesia...
Tem dias que a gente é só.





Elzinha Coelho

terça-feira, maio 07, 2013

???


Na verdade não sei nada

Nem de mim nem de ninguém

Sei apenas o que quero

E o que quero... ninguém tem ...



Elzinha Coelho

quinta-feira, maio 02, 2013

Assim... assim...


Mais do que beijo na boca

Quero o abraço que acolhe

Quero colo que alivia

Quero mãos que segurem

E que não me deixem ir embora...


Elzinha Coelho

quarta-feira, maio 01, 2013

Medo da Vida


A vida caminha? Não, ela corre!
E quando vem a chuva, corremos nós a tirar nossos sentimentos do varal e guardá-los todos. E ficamos espiando prá ver o sol chegar, prá ver se dá prá por de volta os sentimentos no lugar. Desconfiados que somos, o sol até aparece, e continuamos lá, espiando... afinal,  sentimentos é tudo o que temos, vai que chove outra vez? E a vida não para, ela corre desembestada, desenfreada. Se estamos no outono, logo o inverno vem, num piscar de olhos é primavera e então chega o verão, e outras chuvas vem, e muitos outros dias de sol também E continuamos nós, guardando os sentimentos por medo das tempestades. Dividi-los com alguém? de que jeito? vai que não entendem e riem deles? Ou nem importância dão? Ah! que triste ilusão...
O medo desfaz o riso, emperra o passo, entrava o abraço, engole o beijo.... E a vida passa, sempre com pressa, sempre sem graça...

Elzinha Coelho