MEUS INCENTIVADORES- GOSTARAM E FICARAM!!

terça-feira, agosto 25, 2015

Talvez


Talvez se me entendessem, vivenciariam bem melhor os momentos comigo e melhor ainda, as ausências de mim. Se me entendessem, se soubessem da minha carga e de meus apelos, dos meus fins, dos meus medos, me aceitariam assim, descalça, sem medida. Talvez se soubessem o quanto uma mão me fez falta, acreditariam nas minhas  estendidas. Se soubessem do frio que minha alma já sentiu, saberiam o que procuro num abraço. Talvez e só talvez, porque nada é certo, aceitariam o que sou, acreditariam nisso. Quem sabe, o que digo não faça sentido algum fora desse meu universo, e é nos versos que componho que encontro o abrigo que tanto quero. Tudo é muito simples, mas o simples as vezes assusta. Talvez e sempre o talvez, eu perca aos poucos a claridade, e pareça um pouco mais nublada, assim, talvez não precise tanto das mãos, dos braços, dos abraços... só dos versos e mais nada!


Elzinha Coelho

Encanto

O que encanta é esta febre ainda acesa
Este calor que ainda inunda
É a fome e a sede que covarde
Invade, prende, gruda

Encanta o canto e os canteiros
Que enfeitam as horas e as demoras
De esperas que se findam lentamente
Nos sorrisos que me rendem a toda hora

Me perder no espaço dos teus passos
Me encontrar no abraço sem cansaço
Onde nada me pode  impedir
De anoitecer em paz nos teus braços

Descalça, desnuda, inteira
Vertendo-te a luz que me habita
Nas noites translucidas e solenes
Em que me tornas mais bonita

Elzinha Coelho



quinta-feira, agosto 13, 2015

Recado


Recebi o seu recado!

Que veio de longe
Do alto das torres
Do meio dos ventos
Do fundo das águas...

Para que eu tenha cuidado
Que eu tenha cautela
Que eu tenha esperança
Para que eu faça da vida
Um doce passo de dança
Uma longa ponte que alcança
O outro lado do "ser"

Recebi o seu recado!
Para que eu veja apenas ..... AMOR


E o que não for...que eu deixe de lado.

Elzinha Coelho

quarta-feira, agosto 12, 2015

Engano


Cuidado nas urgências do coração!!!

Nessa ânsia de se ter um amor
E receber na mesma fração
Qualquer Ser é belo
Qualquer Belo é bom...

Elzinha Coelho